Empreendedorismo Feminino

Por que muitas Empreendedoras fracassam?

empreendedora-fracasso

O que define o fracasso ou sucesso de uma mulher empreendedora é mais a parte comportamental do que o conhecimento técnico.

Você tem comportamentos que te favorecem na sua caminhada empreendedora? Conhece os comportamentos de empreendedoras campeãs?

Se você nunca ouviu falar sobre isso, não se preocupe, leia o texto até final e descubra alguns comportamentos necessários para atingir o tão almejado sucesso no empreendedorismo.

Conhecimento técnico tendemos a buscar, fomos orientadas e educadas para agir dessa forma. Sempre que identificamos algo que não sabemos ou não fazemos tão bem, o que a gente faz? Busca conhecimento técnico para sanar esse gap correto? E isso é muito necessário e relevante, e também requer esforço e disciplina, porém, em casos como esse, você já sabe que ação tomar, você foi orientada para isso, você busca conhecimento, busca ajuda, qualificação, você contrata uma consultoria, você se capacita, você se recicla. Tudo tendo como base o seu negócio, ok?

Técnica, dentro do conceito de habilidade, é a capacidade que uma pessoa tem em performar bem dentro de uma certa atividade. E você adquire habilidade procurando formas de se capacitar. Durante a sua formação, como pessoa e profissional, você foi orientada para isso, para buscar conhecimento e adquirir técnica.

Mas alguém te orientou a buscar formas de desempenhar melhores comportamentos? Alguém te ensinou como lidar consigo mesma? Alguém te disse como você deveria lidar com seus medos, suas angústias, fraquezas e entusiasmos? Como você administra as suas expectativas e frustrações? E as suas fraquezas? Como você lida com as adversidades sem se deixar envolver? O que te faz manter o equilíbrio em momentos de turbulência e desmotivação no seu negócio ou na busca por um negócio?

A resposta para as perguntas acima diz muito sobre os seus resultados. Empreendedoras fracassam, porque focam em trabalhar apenas conhecimentos técnicos e esquecem de desenvolver habilidades comportamentais.

Estudos recentes mostram que quando falamos de Inteligência Intelectual e conhecimentos técnicos, somente 20% dos fatores determinam o sucesso de um empreendedor, os outros 80% restantes estão ligados a outros fatores comportamentais. (ENGELHART:1998, 8).

Dr. David McClelland pesquisador americano da Universidade de Harvard mapeou, em seu estudo encomendado pela ONU (Organização das Nações Unidas), 10 características empreendedoras de sucesso para facilmente aplicar no dia a dia do seu negócio. Essas características são ensinadas no Brasil em uma metodologia exclusiva desenvolvida em parceria do SEBRAE com a ONU.

O que eu quero te mostrar aqui nesse artigo são 3 dos comportamentos descobertos pelo Dr. David, e que eu desenvolvo nos meus processos de coaching para mulheres empreendedoras, que te permitirão pular de nível no seu negócio caso você se comprometa em cultivá-los.

Conheça e desenvolva 3 dessas atitudes empreendedoras de sucesso que vão te ajudar nessa busca.

3 Comportamentos de Empreendedoras Campeãs:

1 – Iniciativa:

A arte de ter iniciativa é sobre você colocar as suas ideias na prática, é sobre você vencer os seus medos agindo e sobre administrar a sua autocrítica desmedida.

Sabe aquela vozinha que está sempre te dizendo que não vai dar certo? Ou que ninguém vai dar atenção/valor/crédito para sua ideia? Pois bem, ela é sua autocrítica se dando o luxo de adivinhar os acontecimentos futuros, ela faz o seu medo aumentar e você tende a recuar, as suas ideias não saem do papel e você não se sente capaz.

A única forma pela qual você prova para si mesma que é CAPAZ é quando você atinge o que deseja, até então você não sabe, ok? Portanto nada melhor do que acreditar que você pode, se preparar para isso e tomar a iniciativa de AGIR. Esse será um pensamento e uma afirmação tão realista quanto acreditar/pensar/dizer que você não pode, faz sentido para você?

Você merece se dedicar para construção dessa mentalidade de iniciativa. Sem ela o seu potencial será reduzido a menos da metade e o seu poder nesse universo empreendedor será limitado, com isso o seu negócio não alcança os resultados que você almeja.

2 – Perseverança e Persistência:

É normal, para muitas empreendedoras, falhar no começo. O que não pode ser normal é você desistir quando falha. Empreendedoras Campeãs agem repetidamente até alcançar o resultado desejado. Na repetição você reconstrói, e é nessa reconstrução que você enxerga as falhas que antes estavam obscuras.

Há mulheres que confundem persistência/perseverança com teimosia. Não é! E qual a diferença? O objetivo! Você tem um objetivo e sabe onde quer chegar? Então você será persistente e perseverante tendo sempre no seu foco o seu objetivo. Sem ter um objetivo você “mira” em qualquer alvo e acaba se perdendo e se desmotivando.

Persistência também é flexibilizar o caminho, ao longo do tempo irão aparecer muitos obstáculos, não há problema algum em mudar o caminho para ultrapassar esses obstáculos, se você tem um objetivo claro, as metas poderão ser flexibilizadas.

Ser perseverante é ter a capacidade de definir estratégias alternativas, tendo sempre o objetivo em mente. É ser persistente no objetivo, porém flexível no caminho para o atingir, monitorando permanentemente esse caminho para saber se as suas ações estão te levando no sentido dos resultados que você deseja.

Persistir no objetivo, mas mudando a estratégia é um comportamento que te diferencia no mundo empreendedor.

3 – Comprometimento:

Comprometa-se com o sucesso do seu negócio. O que isso quer dizer? Tenha o compromisso de buscar aquele resultado que fará você ter clientes que sejam fãs da sua empresa. Assuma as suas responsabilidades dentro do seu negócio e comprometa-se com o resultado, troque culpa por responsabilidade.

Há dois tipos de empreendedoras no Brasil, aquelas que encaram seus problemas com uma desculpa e culpando o outro, a crise e etc, e as que assumem a responsabilidade, mesmo em situações que possuem influências externas.

Há situações que estão no nosso controle e há situações que não estão, diante do que não está no seu controle, como a crise econômica do nosso país, por exemplo, o que você pode fazer nesse momento para mudar comportamentos, ações e estratégias que te levem a caminhar em direção de novos e melhores resultados?

Isso é se comprometer com o sucesso do seu negócio e com a satisfação do seu cliente, que é a parte principal da sua entrega.

Não queira o sucesso, se comprometa com ele, não queira melhores resultados, se comprometa em alcança-los.

Existem vários comportamentos empreendedores que são necessário para o desenvolvimento do nosso negócio, porém, se você focar em cultivar iniciativa, perseverança e comprometimento, já será um grande passo na direção de um caminho muito promissor para seu o negócio e para sua vida. Acredite.

Como desenvolver essas habilidades comportamentais?

De acordo com Freud e Jung, nós seres humanos, nos percebemos em apenas 10%. O que isso quer dizer? Os outros 90% a gente não se percebe, a gente não enxerga nossas fraquezas e gap’s comportamentais, essa é a parte mais complicada quando falamos em comportamentos empreendedores de sucesso –  a auto-observação.

Para desenvolver comportamentos empreendedores que te favoreçam será necessário primeiro desenvolver a auto-observação. Perceba o que mais te deixa para baixo, o que mais te desmotiva, como você age diante de situações novas? Diante das adversidades do dia a dia? Diante da rejeição e das objeções dos seus clientes? Que diálogos internos você tem no seu dia a dia? E como você age diante deles?

Se perceba e anote as suas reflexões sobre seus comportamentos, depois monte um plano de ação para mudar aquilo que você considera disfuncional e limitador. Aja, AJUSTE, persista, se comprometa e alcance o que deseja.

O conhecimento você já tem, agora pratique e repita até conseguir. Você Pode e Você Merece Mulher!

Gostou do artigo? Se cadastra na nossa news abaixo e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail 😉

Receba novidades direto no seu email!

Veja também

0 Comentários

Deixe uma resposta